Pontos de Interesse

Classificação
Featured/Unfeatured
Claimed/Unclaimed
41.76472, -6.80314
03512733130740351273313074

Restaurante situado na Serra da Nogueira em Bragança, a cerca de sete minutos de carro do centro da cidade. Para além da paisagem, o restaurante “Serra da Nogueira” oferece-lhe os sabores do cordeiro assado na brasa e da posta de novilho com batata a murro. Durante o verão poderá usufruir da esplanada que lhe permite saborear a paisagem transmontana e ver toda a cidade de Bragança como pano de fundo. Pratos por encomenda: Galo estufado; Arroz de cabidela; Leitão assado; Cabrito no forno; Arroz de marisco;

Descanso Semanal: Segunda-feira

Destilaria, vocacionada para produção de aguardentes, vínica e bagaceira, (licorosos e licores).

41.307137, -7.153132

Situado no largo Dr. Alexandre de Matos, perto da Igreja Matriz, o Museu Dr.ª Berta Cabral foi fundado em 1957, por Raúl de Sá Correia, antigo secretário da Câmara Municipal e diretor do Museu até à sua morte, em 1993.

Antigo Solar dos Aguilares (primeiros donatários de Vila Flor) e antigo Paços do Concelho, o edifício do séc. XII/XIII, é armoriado com as Armas Reais na fachada principal, a Flor de Liz, (símbolo da Vila), e as armas dos Aguilares (duas águias) na fachada poente. Ali funcionaram também o talho municipal, a repartição das finanças, o Posto da Guarda e a Biblioteca Municipal.

Possui cerca de 3000 peças, ofertas de filhos e amigos desta terra, oriundas na sua esmagadora maioria deste Concelho. É constituído por coleções de pintura, arqueologia, etnografia, artesanato africano, arte sacra, numismática e medalhística.

41.306033, -7.151872

D. Dinis concedeu Foral a Vila Flor em 1286 e mandou erguer em seu redor uma cerca de muralhas com cinco portas em arco, restando apenas uma, o Arco de D. Dinis ou Portas da Vila, com 3,5 m de largura por 4 m de altura. Julga-se ter sido uma torre ou pequeno forte para protecção desta Porta virada a sudeste, que dava acesso à Fonte do Poço, hoje conhecida como Fonte Romana. Por ele podemos penetrar na densa atmosfera histórica circundante, vendo-se casas antigas que a tradição aponta como restos da Judiaria local. É Imóvel de Interesse Público por Decreto desde 1955.

41.316628, -7.246669

O Pelourinho de Vilas Boas consta de um escadório quadrangular, sobre o qual se ergue o fuste, encimado por um capitel com as armas nacionais e a esfera armilar. Vestígio do poder concelhio de outrora, este exemplar é Imóvel de interesse público ao abrigo do Dec. nº 23 122, DG de 11 de Outubro de 1933.

41.306974, -7.152679

Este símbolo de poder e autonomia judicial da vila de Vila Flor foi reconstruído nos anos 30 do século XX. Atualmente localizado em frente à Igreja Matriz, no centro de Vila Flor e decorando o largo existente, este Pelourinho é de esbelta coluna e capitel joanino de forma triangular, ostentando num dos lados, a Flor de Liz. Todo feito de granito, assenta sobre um escadório octogonal de 5 degraus. Tornou-se Imóvel de interesse público em 1933.

Acesso: Largo Pe. António José de Morais, em frente à Igreja Matriz.

41.399862, -7.072792

De estilo românico tardio, este templo medieval de imponência monumental possui, no seu interior, um arco-cruzeiro gótico. Sem aberturas e com torre sineira central de um sino apenas, a Igreja da freguesia de Trindade, uma das mais antigas do género no Concelho, ostenta nas suas paredes, vários cachorros salientes, um pouco abaixo do beiral do telhado. Destacam-se ainda as suas poderosas portas.

É o centro dos festejos anuais em honra da Santíssima Trindade, na localidade. Foi restaurada e edificada de armação e soalho em 1952, tendo-se seguido a inauguração no ano seguinte.

41.306899, -7.152325

Destacada sobretudo pela sua grandiosidade, este "templo majestoso" foi construído no séc.XVIII, em substituição da igreja anterior que desabara em 31 de Janeiro de 1700. Da igreja velha foram aproveitadas a maior parte das suas pedras ornamentadas. É de notar os cordames e esferas armilares manuelinas, nas portas laterais. A fachada frontal é de estilo colonial e a decoração muito ao gosto dos cantoneiros minhotos do século XVIII. Esta igreja barroca tem de altura exterior 15,2 metros, 14 metros de largura e 42,2 metros de comprimento. Possui duas torres com 24,6 metros de altura. Possui seis altares, três dos quais com retábulos de talha dourada, sendo dois deles (altares colaterais) preciosas obras de arte, mais antigos que a própria Igreja (século XVII). O altar-mor, mais moderno, dos finais do séc.XVIII (1787), possui um belo painel do pintor vilaflorense Manuel de Moura.

41.348528, -7.180037

É o maior e um dos mais importantes santuários Marianos de Trás-os-Montes. Erguido no século XIX no alto de um monte que domina toda a paisagem envolvente, representa um dos pontos mais altos do Concelho, com cerca de 760 metros de altitude. O Santuário de N. Sra. da Assunção, é também Miradouro de primeira qualidade. Junto ao varandim do adro obtém-se uma rara e vasta paisagem, cobrindo a vizinha Sanábria, Montesinho, Bornes, Mirandela e as vilas e aldeias vizinhas num raio de 100km. A sua história é milenar visto ter existido um castro neste magnífico monte, que justamente foi escolhido pela sua capacidade de Posto de Vigia. Possui uma igreja de nave única e capela-mor retangulares, várias capelinhas espalhadas pelo recinto e um monumental escadório, tudo envolto em imensos tufos de floresta. Santuário de N. Sra. do Rosário, em Freixiel.

41.31242, -7.151005

Miradouro Sra. da Lapa, na Vila de Vila Flor - A 1km a Norte de Vila Flor, no monte da Sra. da Lapa, localiza-se um dos mais belos Miradouros do Concelho, carinhosamente apelidado de "Capelinhas". Para além da vista impressionante sobre Vila Flor, avistam-se várias aldeias, uma grande parte do Vale da Vilariça e outras terras distantes. À capela existente no Miradouro e Santuário, está associada uma bonita lenda, do período liberal.

Showing 1 - 10 of 348 results